Remédios Necessitam de Cuidados Especiais

Organizar a casa e a vida é proporcionar qualidade de vida. Qualidade de vida é ter mais saúde. Para garantir sua saúde é preciso armazenar corretamente os medicamentos para que esses não percam suas propriedades. 
Para não cometermos erros em um assunto tão importante, pedimos ajuda à farmacêutica Vanilda M. da Costa de Carvalho Lopes. 
A Vanilda foi além da conta e nos deu mais algumas dicas que deixarão nossos bolsos cheios de vida! E, se os bolsos estão felizes, nós também ficamos não é verdade?
Agora apreciem a entrevista e Carpe Dien! 

1)  Em casa, como deve ser a armazenagem correta dos medicamentos?
Nunca tirar de sua embalagem, conservar em local seco, ventilado e sem a presença de luz;

2) Qual é o descarte que devemos dar aos medicamentos vencidos e àqueles restinhos que sobram, porém, você não usa mais e ainda não venceram?
Colocar em embalagens próprias para descartes e levá-los até um Posto de Saúde ou Ambulatório para que sejam enviados à ANVISA.
Temos também o Disque Saúde 0800 61 1997.
Existem igrejas que recebem medicamentos ainda na validade para doar a pessoas carentes e também alguns postos de saúde, quanto aos vencidos, somente na Anvisa.

3)    Existe um site ou órgão onde podemos pesquisar os preços dos medicamentos antes de comprá-los a fim de evitarmos preços abusivos?

4)   Além dos remédios que são distribuídos gratuitamente nos postos de saúde ou nas farmácias populares, existe alguma farmácia ou órgão onde podemos obter remédios de alto custo?
Existem Farmácias de Alto Custo no Cambuci Várzea do Carmo:
·                Fone: (011) 3555-0164
·                Rua Leopoldo Miguez, 327 (em frente ao INSS – perto do metrô Parque D. Pedro II).
Essas farmácias disponibilizam medicamentos de alto custo nos casos de doença pulmonar obstrutiva crônica, doença mental, doenças crônicas-degenerativas como câncer, esclerose, lupus, artrite, Parkinson, Alzheimer, doença de Chron, hepatite B e C, endometriose, retocolite, fenilcetonúria, talassemia, diabetes insípidus, asma, mioma, colesterol, osteoporose. Os pacientes devem ser previamente cadastrados na unidade dispensadora. Para doença mental, o paciente deverá portar receita específica.
Mais informações basta ligar na farmácia ou visite o site: http://www.cidadao.sp.gov.br/servico.php?serv=2924

Gostaram das dicas? Então: Saúde e vida longa à todos!

1 Comentários de Charme e Estilo:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Seu comentário tem grande valor para nós, pois ele enriquece e dá mais brilho ao post.
Os comentários serão respondidos aqui mesmo ok?
Volte sempre que quiser...
Beijos